Bem vindo ao Cá Prá Nós!

É com prazer que apresentamos o Cá Prá Nós, uma iniciativa de divulgação das ações da TIJUPÁ e das principais notícias e articulações dos campos da Agroecologia, Economia Solidária, Reforma Agrária, Segurança Alimentar, entre outros temas. O Cá Prá Nós é uma versão on line do informativo impresso da TIJUPÁ que circulou no início dos anos 90.
Esperamos que gostem!
Equipe da TIJUPÁ

3 de nov de 2011

Greve na Educação em Presidente Juscelino: revolta com o descaso da Prefeitura

Professores/as e funcionários da Secretaria de educação de Presidente Juscelino por melhores condições salariais e pela correta aplicação de recursos da educação na alimentação escolar, manutenção e estrutura das escolas, que se encontram em estado deplorável.
Os professores/as e funcionários/as estão em Greve desde o dia 17/11. Segundo Jeferson Dias, vice-presidente do SISMURB (Sindicato Intermunicipal dos Servidores Públicos Municipais de Rosário, Bacabeira e Presidente Juscelino), filiado a FETRAM e CUT, a principal reivindicação é pela a implementação do Regime Jurídico dos servidores Públicos do Município que já foi aprovado pela Câmara, mas nunca foi sancionado pelo prefeito Dácio Rocha. A pauta do movimento grevista é extensa e tem como principais pontos:

- Reajuste previsto em Lei atrasado desde Janeiro/2011;

- 50% do abono mediante o reajuste no repasse do FUNDEB;

- Melhoria na estrutura das escolas que se encontram em situação de extrema precariedade;

- Melhoria na qualidade e na regularidade do repasse da alimentação escolar.

O sindicato diz que o prefeito Dácio Rocha, não tem se disposto a negociar e de maneira inusitada, diz não reconhecer a legitimidade do Sindicato. Porém, a sede do Sindicato em Presidente Juscelino tem alvará da Prefeitura.

Os servidores/as em greve estão se encontrando diariamente na Praça da Água Vermelha e tem realizado diversas atividades como passeatas, Assembléias, etc. na tentativa de sensibilizar os moradores/as e outras categorias sobre a legitimidade do movimento que visa, justamente, denunciar a precariedade em que se encontra a educação em Presidente Juscelino e lutar pela reversão do quadro atual.

Apesar da tensão do embate com o poder público professores e funcionários não se intimidam e tem dado um show de animação e criatividade com as atividades e paródias pra lá de engraçadas enfocando a situação da educação e sua pauta de reivindicações.

Abaixo, mais fotos




Nenhum comentário: