Bem vindo ao Cá Prá Nós!

É com prazer que apresentamos o Cá Prá Nós, uma iniciativa de divulgação das ações da TIJUPÁ e das principais notícias e articulações dos campos da Agroecologia, Economia Solidária, Reforma Agrária, Segurança Alimentar, entre outros temas. O Cá Prá Nós é uma versão on line do informativo impresso da TIJUPÁ que circulou no início dos anos 90.
Esperamos que gostem!
Equipe da TIJUPÁ

21 de jun de 2012

Carta do Movimento Quilombola do Maranhão para Roseana Sarney



À Governadora do Estado do Maranhão


Roseana Sarney Murad


Encontramo-nos em campo a tratar de nossa libertação!


Vosso Governo, signatário de todas as injustiças desta Terra, patrocina o extermínio de comunidades camponesas quilombolas, indígenas, ribeirinhas por todo o território Maranhense. As iniquidades que Vosso Governo espalha por este chão estão estampadas nos dados vergonhosos presentes nos números oficiais. Concentramos milhões de famintos em terras de preto, de índio, de santo. Somos o Estado mais pobre da federação, uma das regiões mais pobres das Américas.

Vosso Governo afirma que os assassinatos que vitimaram centenas de lideranças rurais, pais e mães de famílias, não passam de briga de vizinho, numa tentativa de apagar a história de assassinatos políticos patrocinados por vossos correligionários fazendeiros, grileiros de terra. Ao passo que os direitos constitucionalmente assegurados às comunidades tradicionais deste estado viraram letra morta. Sua Polícia Política é responsável por milhares de despejos de comunidades em todo o Estado do Maranhão, destruindo lares e comunidades inteiras.

Vosso Governo submete à humilhação da miséria mais de dois milhões de maranhenses do campo, e quase a totalidade da população do Estado usurpando suas terras, doando ao grande capital nacional/internacional milhões de hectares de terras que, ao invés de serem destinados à produção de alimentos para o povo, servem para a plantação de eucalipto, soja e outras comodities que abastecem o mercado internacional. Bois no lugar de gente, gente trabalhadora ocupando 7 palmos debaixo da terra. Vosso Governo destruiu a agricultura familiar, fornecendo as melhores terras do Estado para produção de carvão. Aqui jaz a Amazônia, o Cerrado, os mangues, e os povos de cada bioma.

Vosso Governo pertence aos latifundiários, aos grandes projetos de exploração da Terra,ao passo que o empobrecimento dos homens e mulheres do campo se toma mais e mais intenso. Vosso Governo é responsável pela pilhagem de todas as riquezas do solo e do subsolo desta Terra, por meio de processos ilícitos de apropriação de terras públicas do Estado do Maranhão. Vosso Governo solapou toda a política de agricultura familiar, extinguindo inclusive a Secretária de Desenvolvimento Agrário-SEDAGRO, ao passo que o agronegócio determina as políticas de desenvolvimento econômico do
Estado. Os babaçuais, donde cantavam os sabiás, sucumbiram às pastagens, às florestas artificiais.
Encontramo-nos Acampados no ITERMA, instituto que historicamente serviu aos interesses do latifúndio. local de inúmeras viagens de trabalhadores, que nunca encontram soluções às suas demandas. Encontramo-nos acampados para reafirmar que Vosso Projeto político é o Projeto Político da Morte, da miséria, da destruição da natureza. Encontramo-nos acampados para reafirma ao Vosso Governo que resistiremos, até a morte, pela Libertação. Encontramo-nos acampados para reafirmar ao
Vosso Governo: Já chega de tanto sofrer, já chega de tanto chorar, na marra ou na marra vamos ganhar!

São Luís, 18 dejunho de 2012

MOVIMENTO QUILOMBOLA DO MARANHÃO - MOQUIBOM
COMISSÃO PASTORAL DA TERRA - MARANHÃO

Nenhum comentário: