Bem vindo ao Cá Prá Nós!

É com prazer que apresentamos o Cá Prá Nós, uma iniciativa de divulgação das ações da TIJUPÁ e das principais notícias e articulações dos campos da Agroecologia, Economia Solidária, Reforma Agrária, Segurança Alimentar, entre outros temas. O Cá Prá Nós é uma versão on line do informativo impresso da TIJUPÁ que circulou no início dos anos 90.
Esperamos que gostem!
Equipe da TIJUPÁ

15 de dez de 2013

Deputado Bira recebe denúncias de extração de areia no leito do Rio Munim




Atendendo o convite da Associação Amigos do Rio Munim, o deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) esteve, na manhã desta sexta-feira (13), no município de Presidente Juscelino para receber as reclamações da população sobre a extração de areia no leito do Rio Munim.
A comunidade queixa que a operação que extrai a areia tem causado diversos problemas para a população local e adjacências,  além de frequentes transtornos. Segundo o presidente da Associação, Junior Barroso, já é possível visualizar os impactos ao sistema ecológico provocado pela a extração desordenada da areia.
“Nós não somos à favor da extração de areia no nosso Rio, não queremos essa caçamba passando aqui nos nossos povoados porque o risco é bem maior, com esse asfalto aí só vai aumentar o número de acidente. A rua é muito estreita, tem uma sala de aula que funciona bem aí na frente e outra aqui do lado – com aula de manhã e de tarde, e os motoqueiros que passam aí sem limite e sem consciência das coisas. Tudo isso afeta a comunidade”, desabafou a professora Madalena Gonçalves, moradora do Povoado Bela Vista do Pinho.
Após ouvir a comunidade, Bira seguiu para visita “in loco” da extração, onde conferiu duas dragas dentro do Rio – sendo uma em pleno funcionamento.
Recebido por Charles Castilho, que se apresentou como sócio da empresa Magropel, o socialista questionou sobre a liberação legal da atividade perante os órgãos públicos. E indagou se tinham conhecimento de casos de trepidações, rachaduras nas paredes das casas, além do assoriamento do Rio. Charles alegou que não tem conhecimento e, após responder a maioria das perguntas sem aprofundar o assunto, se prontificou a atender o pedido do deputado, levando a comitiva para ver as autorizações sobre a exploração da areia.
Os documentos, comprovando a liberação da atividade extrativista, foi concedido pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais, do Departamento Nacional de Produção Mineral, além de um Alvará de funcionamento (vencido), na época, emitido pela Prefeitura de Presidente Jucelino.
Cobrando posicionamento referente a responsabilidade na expedição das liberações, Barroso afirmou: “A gente quer que as autoridades tomem uma medida, já que eles ( a empresa) tem todas as licenças ambientais e não sabemos se foi feito algum estudo ambiental da região. Queremos também que a comunidade seja consultada, em 4 meses de luta ninguém da população foi ouvido”.
Se dispondo a encontrar uma solução para o impasse, o deputado Bira esclareceu que como parlamentar representa o povo e, deste modo, ficará ao lado da comunidade para tomar as providências cabíveis.
“Estou aqui prestando o meu serviço a esta comunidade, a população deste município. Vamos levar as informações  recebidas, como as licenças e haverá desdobramento desta reclamação”, informou.
Ao que tudo indica, Pindaré usará a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão ainda esta semana para levar aos demais parlamentares a reclamação da cidade de Presidente Juscelino.



Nenhum comentário: